Envolve um exame oftalmológico completo com indicação, prescrição, adaptação e controle dessa lente no olho do usuário.

Nem todas as pessoas podem usar lentes de contato, sendo necessário que o médico oftalmologista identifique o grau e curvatura da lente a ser adaptada, bem como o melhor tipo de lente a ser usado por cada paciente.Antes do teste das lentes, são necessários alguns procedimentos, como a medição da curvatura da córnea, mapeamento da superfície (topografia), medida da espessura corneana (paquimetria), e refração para determinação do grau das lentes.

Após estes exames, as lentes de contato de teste são colocadas por um período de 10 a 20 minutos. Em seguida, é realizada nova refração com as lentes de contato de teste, e uma avaliação da adaptação com o aparelho chamado lâmpada de fenda para identificar necessidades de algumas modificações. Outros procedimentos importantes são as orientações para a colocação, manuseio, remoção, cuidados, período de uso e consultas de revisão.

Assim, além de garantir a melhor qualidade visual, o paciente evita riscos de contaminação através de bactérias, fungos e outros tipos de problemas em virtude de uma adaptação inadequada.

As lentes de contato são um corpo estranho dentro do olho, que em caso de má orientação, podem causar danos severos e permanentes para a visão como, por exemplo, úlcera de córnea e cegueira.

A segurança de seu uso depende da supervisão adequada do oftalmologista.