Conselho Consultivo do Paciente

O Conselho de Paciente é uma entidade consultiva de participação voluntária e sem fim lucrativo, que possui o objetivo de construir uma cultura dentro do CBV-Hospital de Olhos baseada na comunicação ativa e compartilhamento de ideias e vivências entre pacientes/familiares/acompanhantes, colaboradores e membros da liderança institucional, tornando possível o cuidado centrado na pessoa de forma a atender as necessidades e expectativas de pacientes e familiares somadas à qualidade técnica e segurança.

O Conselho de Paciente faz parte do atendimento humanizado, individualizado e encantador promovido pelo CBV-Hospital de Olhos aos seus clientes.

O Conselho de Pacientes preza:

• Por utilizar as vivências e experiências dos pacientes como apoio nas tomadas de decisões institucionais, além de garantir educação e suporte aos pacientes, estimulando-os a participarem do seu próprio cuidado;
• Construir uma cultura organizacional de aprendizagem contínua e centrada na pessoa, orientada pela voz dos clientes;
• Promover a comunicação ativa entre pacientes, familiares, colaboradores e membros da liderança por meio do compartilhamento de ideias e de experiências que possibilitem a implementação de melhorias para encantar as pessoas.

Compete ao Conselho de Pacientes:

• Estabelecer um elo entre pacientes/familiares/acompanhantes, colaboradores e liderança que proporcione melhorias dos serviços, estruturas e processos do hospital;
• Utilizar as vivências e experiências dos pacientes para identificar os pontos fortes e oportunidades de melhorias que irão apoiar o Squad de Paciente nas decisões e estratégias institucionais;
• Desenvolver ações que fortaleçam a cultura do cuidado centrado no indivíduo.

Preencha o formulário para solicitar sua participação no conselho.
Termo de consentimento informado para processo de seleção para o Conselho do paciente:

1. DADOS COLETADOS Ao submeter a sua candidatura, o candidato deve fornecer os dados estritamente necessários ao respetivo processo, nos termos do aviso de abertura do procedimento. O Hospital apenas solicita o fornecimento de dados relevantes para efeitos de recrutamento, excluindo outro tipo de dados. Informa-se ainda que no processo de seletivo não existem decisões tomadas através de meios automatizados e/ou com utilização de algoritmos, incluindo a definição de perfis.

2. FINALIDADES DA COLETA DOS DADOS Os dados pessoais recolhidos são utilizados e tratados apenas para a finalidade de seleção, tendo como finalidade o recrutamento, condução dos processos de classificação e seleção dos candidatos, de acordo com as normas internas para preenchimento da vaga. Em caso de seleção, podem ser solicitados dados pessoais adicionais, que são necessários para a realização do contrato e transmissão obrigatória de dados a entidades oficiais, bem como para efeitos de gestão de recursos humanos. Os dados pessoais recolhidos poderão ser utilizados de forma anonimizada, impossibilitando a identificação dos respetivos titulares, em estudos estatísticos.

3. ENCARREGADO DE PROTEÇÃO DE DADOS O Hospital possui a figura do Encarregado de Proteção de Dados que presta informação ao titular do dado, quando solicitado, esclarecendo questões relativas ao tratamento e à proteção de dados pessoais, em conformidade com a legislação aplicável, constituindo um ponto de contato entre o titular dos dados e o Hospital, bem como com a autoridade de controle e fiscalização (Agência Nacional de Proteção de Dados – ANPD). Para entrar em contato com nosso encarregado, é só enviar e-mail para ouvidoria@cbv.med.br.

4. TRATAMENTO E ARMAZENAMENTO DOS DADOS PESSOAIS Os dados pessoais coletados são armazenados numa base de dados de acesso exclusivo dos funcionários autorizados do hospital que participam do processo de classificação e seleção. Os resultados estatísticos, obtidos a partir de dados pessoais anonimizados, podem ser utilizados fora do âmbito do recrutamento.

5. ACESSO AOS DADOS PESSOAIS Para os devidos fins, declaro ainda que as informações fornecidas são corretas e verdadeiras e autorizo o tratamento e acesso dos dados pelos funcionários e/ou terceiros autorizados pelo Hospital para que desenvolvam quaisquer atividades necessárias para os fins relacionados com o processo de recrutamento e seleção. As autorizações de acesso aos dados pessoais, concedidas aos funcionários do Hospital e/ou terceirizados que participam no processo de classificação e seleção, são registradas e controladas através da segregação de perfis para acesso ao sistema informático.

6. DIREITOS DO TITULAR DOS DADOS PESSOAIS Por regra, o titular dos dados tem os seguintes direitos em termos de proteção de dados pessoais: direito de acesso, direito de retificação, direito de eliminação, direito de limitação do tratamento, direito de portabilidade, direito de oposição, conforme Art. 18 da Lei 13.709/2018. A retirada do consentimento não compromete a licitude do tratamento efetuado com base no consentimento previamente dado.

7. PROCEDIMENTO PARA O EXERCÍCIO DOS DIREITOS Para exercer os seus direitos deverá contatar o encarregado de dados através do e-mail ouvidoria@cbv.med.br. O exercício dos direitos é gratuito, exceto se se tratar de um pedido manifestamente infundado, excessivo ou injustificadamente reiterado, caso em que poderá ser cobrada uma taxa razoável tendo em conta os custos que o Hospital possa ter. A resposta aos pedidos deverá ser prestada, sem demora injustificada, no prazo de até 10 (dez) dias úteis a contar do recebimento do pedido, salvo se for um pedido especialmente complexo ou ocorrer em circunstâncias excepcionais. Juntamente com o pedido, deve ser enviada prova de identidade de modo a assegurar que a partilha dos dados pessoais é apenas feita com o respetivo titular.

8. CONSERVAÇÃO DOS SEUS DADOS PESSOAIS Os dados pessoais coletados pelo Hospital são armazenados pelo período de tempo necessário ao cumprimento das finalidades previstas no item “2” do presente termo, cessada a finalidade descrita os dados serão apagados definitivamente.