“Você é a sua marca” orienta na gestão de carreia dos médicos

Construir sua identidade nas redes sociais pode ser o diferencial para uma jornada de sucesso. Quer saber como fazer de você uma marca, se destacar e não infringir a ética médica? Esses foram os assuntos abordados no evento “Você é a sua marca”, realizado no dia 24 de fevereiro, presencialmente nos auditórios do CBV – Hospital de Olhos e do HOPE – Hospital de Olhos de Pernambuco, e virtualmente no HOC – Hospital de Olhos de Cuiabá, com transmissão simultânea.

Esse foi o primeiro evento promovido pela plataforma nacional de oftalmologia e teve como objetivo dar suporte na gestão de carreira dos médicos dos três hospitais. Participaram como palestrantes Alice Selles, especialista em Marketing Médico e diretora da Selles Comunicação, e o Dr. Michel Bittencourt, Coordenador Médico de Marketing do HOPE.

Alice Selles falou sobre o que é uma marca, sua importância para um serviço de saúde e sobre todos os aspectos que precisam ser cuidados no que se refere à marca pessoal dos médicos. Para a especialista, com uma presença digital estruturada, o médico consolida sua credibilidade como profissional, sendo que, na internet, os principais meios que podem ser empregados por médicos para fazer marketing são sites e redes sociais. Ela citou como vantagens da divulgação na internet a interatividade com o público-alvo alcançado; a cobertura local e global de potenciais consumidores; a segmentação de público; os baixos custos de produção e veiculação; e a possibilidade de obter relatórios confiáveis sobre alcance.

Alice Selles também enfatizou a importância de aplicar os conceitos de unidade visual em todas as comunicações, lembrando que o conteúdo deve ser personalizado com a identidade da marca em todos os canais e materiais. Segundo ela, uma boa estratégia de conteúdo não ajuda somente a marca do médico a se destacar na busca, mas faz com que ela tenha visibilidade e ganhe autoridade no meio.

Dr. Michel Bittencourt abordou a importância do marketing digital para os médicos nos dias de hoje e afirmou que o assunto deve ser tratado com profissionalismo. Ele ressaltou ainda a necessidade de se quebrar qualquer resistência que possa existir em relação às redes sociais. Para o Coordenador, os médicos devem acabar com tabus, como “Não gosto de redes sociais”, “Não sei como funciona”, “É coisa da geração nova”, “Não tenho tempo”, “É coisa de ‘blogueirinho’”, “Isso não dá retorno”.

Ao término do evento, os participantes receberam o e-book “Você é a sua marca”.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support